Doações – Contribuições

No ensinamento búdico, as doações e oferendas dirigidas a Buda, Deus, ou Senhor, são as formas mais importantes e tradicionais de ajudar na expansão da luz dos ensinamentos búdicos (O Darma, a Verdade).

Buda ensinou aos monges que não deveriam ter vergonha de pedir ajuda financeira às pessoas, pois, na verdade, estão dando a oportunidade a essa pessoa de mudar o próprio destino e se salvar.

Neste mundo terreno, existem Leis Universais que regem a prosperidade, a felicidade e os bons acontecimentos. Dentre essas leis, a primeira é a Lei da Causa e Efeito, que diz: “A semente que plantardes gerarão os frutos que irá colher no futuro”. Em outras palavras, “Dás e Receberás.” E isso também foi recomendado por Jesus (veja Lucas 6:38).

A prática da oferenda periódica é uma forma de aperfeiçoamento de nossa alma no esforço de beneficiar as outras pessoas.

O Mestre Ryuho Okawa, no livro “A Essência de Buda”, ensina sobre os passos que uma pessoa que busca seriamente o aprimoramento espiritual, que busca a graça divina, busca tornar-se uno com Deus, deveria seguir. Sabe qual é o primeiro passo? A Prática da Oferenda.

A primeira perfeição que um buscador da verdade deve se esforçar para aprender é a DANA-PARAMITA, ou seja, a Perfeição da Oferenda. Isso porque é uma prática de amor ao próximo, uma prática de desapego da matéria em favor dos outros. A DANA-PARAMITA implica também doar a Lei (transmitir os ensinamentos) e doar paz interior (ajudar as pessoas que sofrem a superar as dificuldades).

O ato da doação financeira ao templo é uma prática da busca da perfeição pelo DANA-PARAMITA, pois esses recursos permitirão que atividades possam ser realizadas no templo, custeando aluguel, água, impressão livros, revistas, livros de oração, vídeos de palestras, meditação, etc. Tudo isso permite que mais pessoas possam receber a luz dos ensinamentos, e isso é o mesmo que doar a Lei. E também ajudar as pessoas que sofrem possam encontrar os ensinamentos, ter um local para buscar a verdade, aliviar seus corações e superar suas dificuldades.

Através da Oferenda, as pessoas retornam a Deus ou Buda, uma pequena parte do que Ele lhes proveu, como forma de expressão de gratidão. Não importa o valor, pois o mais importante é o sentimento de gratidão e a consciência que se coloca nessa prática.

Assim como no Budismo praticamos oferendas, algumas religiões foram mais adiante ainda, criando o dízimo, que seria a décima parte do que uma pessoa ganha financeiramente. Isto é, doar 10% dos seus ganhos para que a igreja possa existir e executar o seu trabalho de salvação. Em toda a Bíblia podem ser encontradas referências dos benefícios recebidos pelos servos do Senhor que praticaram o dízimo com bom coração.

Buda recomendou que se praticasse a oferenda e contou algumas parábolas sobre isso, tais como a “parábola da pobre velha e da velinha” e a parábola “mendicando aos que não tem nada para dar”. Jesus também recomendou essa prática, conforme consta em Mateus 23:23. Se não lermos com atenção podemos não perceber essa orientação. Nos atos dos apóstolos (atos: 5) também consta que uma história que aconteceu com Pedro e um casal que ocultou parte do bem que ganhou, sendo punidos com a morte, por mentir e negar a correta oferta. Acredito que não há necessidade de tanta rigorosidade, mas enfim, existem muitas histórias.

Olhando o ensinamento religioso, podemos concluir que doar é um princípio espiritual que, quando praticado e vivido de coração, produz uma rica colheita, prosperidade, felicidade em nossas vidas, mas quando negligenciado pode atrair certos infortúnios.

Doação não é algo que devemos fazer por obrigação, mas por um estilo de vida em que se deseja expressar gratidão a Buda e a Deus, beneficiando o próximo. A prática de doação vai criando uma blindagem espiritual, uma proteção para a pessoa que a pratica, livrando-se do egoísmo e apegos, alem de acumular virtudes.

Além disso, Deus atua na Terra pelas mãos das pessoas, e se alguém deseja prosperar, precisa se tornar uma extensão das mãos divinas. Ao praticarmos doações, espíritos de luz e guardiões vem nos guiar e orientar para que possamos ter sucesso na vida e prosperar ainda mais.

Deus deseja e ajuda que as pessoas prosperem, mas isso não funciona assim para pessoas que são mesquinhas e egoístas. Para que sejamos abençoados e prosperemos nesta terra, em nossos lares, trabalhos e relacionamentos, precisamos estar a trabalho de Deus. Deus deseja criar um mundo melhor, que no Budismo dizemos criar o Reino Búdico, ou Utopía na Terra.

Se doarmos pensando em receber, estamos anulando esse ato, pois o que temos já nos foi dado por Deus. O importante é desenvolver um coração que sente alegria em praticar a oferenda. pois é o mesmo que ter um coração que pensa na salvação do próximo.

Graças ao esforço grandioso de algumas poucas pessoas de bom coração, é que a Happy Science consegue sobreviver e se manter expandindo pouco a pouco. Mas o Mestre Okawa diz, que se cada se conscientizasse da importância de sua missão e doar um pouco do que recebe de Deus, aliviaria o fardo de Buda, dos monges e dos seguidores, trazendo benefícios à sociedade e muitas bençãos para as pessoas, pois estaria se concretizando o desejo de Buda e de Deus de que os trabalhos de luz da nossa organização se expanda pelo mundo e salve muitas pessoas.

Eu mesmo, monge Carlos, que escrevi este texto, tenho prosperado desde a minha juventude. O mesmo aconteceu com meu Pai. Não me tornei milionário, mas sempre fui provido por Deus, com muito mais do que sempre precisei, e atribuo essa excelente prosperidade e sucesso profissional a essa prática de doação que adotei como princípio de minha vida.

Você precisa de um milagre em sua vida? Um avanço em algo que está travado? Passa por necessidades financeiras? Experimente praticar a oferenda regularmente. Profetas dizem que Deus desafiou-nos: ” Teste-me nisso” (Malaquias 3:10); Provérbios 3: 9-10

O Universo multiplica o que Doamos. Nunca se esqueça disso. Rockefeller, Joseph Murphy, Norman Vincent Peale, Andrew Carnegie, Napoloeon Hill, Mastushita Konosuke, Ford, Steve Jobs, Bill Gates e outros famosos praticaram fortemente esse segredo em suas vidas, por isso prosperaram muito mais que qualquer pessoa comum.

Sou monge há mais de 10 anos. Atendo pessoas todos os dias, e vejo a mesma história se repetindo sempre. Pessoas se lamentando de que perderam os empregos, que o que ganham não sustenta suas necessidades, que estão sofrendo por causa de dívidas ou que faliram suas empresas. Quando pergunto se seguem uma religião e se praticam oferendas, ficam olhando para mim como se perguntassem “Precisava? Nunca me disseram isso!”. Muitos querem milagres, mas nem mesmo estão dispostos a abrir mão de uma pequena parte do que possuem para ajudar o trabalho de Deus, de Buda, o Alpha, o Deus da Luz Elohim, o Supremo Deus do Universo na Terra. Assim, apesar de ser difícil, meu trabalho consiste em ajudar a despertar em seus próprios corações sobre seus atos e pensamentos, e o método mais rápido de cortarem o caminho para prosperar é começando pela pratica sincera de oferendas.

Desenvolva um coração grato a Deus, praticando oferenda mensais regulares. Implantamos aqui várias opções de oferendas para a sua comodidade. É seguro e garantido. Você pode fazê-lo por meio do Mercado Pago, utilizando os links abaixo, que isso será debitado mensalmente de seu cartão de crédito e transferido para a Happy Science Rio de Janeiro, para a realização dos trabalhos missionários.

Profunda gratidão a todos!

Monge Carlos de Mello