Época de se vencer pelo Conhecimento 知力を使って勝つ時代

いまは、知力を使って勝つ時代

Época de se vencer pelo (poder do) conhecimento.

いつの時代も、勝利するには、知恵の力を身につけることが必要なのね!

De tempos em tempos, para se vencer é necessário ter o poder da sabedoria

O Mestre Okawa, na revista para jovens, Hermes Angels, explica que no passado a batalha era vencida pelo mais forte. Mas que a sabedoria era o diferencial.

Aquele que era mais treinado e mais forte superava o despreparado e mais fraco. Na vida era necessário enfrentar muitas lutas e batalhas para garantir a sobrevivência. Mas, mesmo no passado, aquele que detinha a sabedoria sobrepujava até os mais fortes. Um caso famoso é o que consta da Bíbilia, David, um pastor de ovelhas, que venceu o Gigante Golias.

Com o passar dos séculos, as armas mudaram. Hoje, para se vencer uma batalha é necessário possuir sabedoria. As armas agora são o conhecimento e a estratégia.

No passado, se você queria ser contratado como um guarda do palácio imperial, precisava mostrar sua força, habilidade em artes marciais e inteligência. Precisava enfrentar desafios corporais, lutas físicas, e se vencesse, seria aceito. 

Hoje, se você quiser ser contratado como um funcionário do governo, por exemplo, deverá ser capaz de provar a sua força de conhecimento, sua habilidade em lidar com as diversas situações (problemas contábeis, administrativos, legais, matemáticos) e demonstrar sabedoria.

No passado, o conhecimento era restrito somente a uns previlegiados. Somente os filhos de pessoas abastadas e ricas tinham condições de obter estudos.

Hoje, o conhecimento está disponível por todos os lados. Qualquer tipo de conhecimento pode ser adquirido. Só depende de você mesmo. Não é mais preciso ser rico para ter acesso ao conhecimento.

Hoje você não precisa ficar oito horas por dia lutando numa arena, preparando-se para a batalha. O que precisa é estudar e aprender, se especializar naquilo que deseja fazer. Primeiro pela aquisição do conhecimento escrito, posteriormente pela prática.

No passado, as famílias dominavam determinados ramo de negócios. Quando outra família se intrometia no negócio, tentando obter para si a totalidade dos resultados financeiros, às vezes ocorriam lutas sangrentas e mortais entre as famílias para manter o domínio sobre o negócio nas próprias mãos, evitando que outro se apoderasse da técnica, influência e riquezas que eram geradas.

Hoje, o que ocorre com as empresas é semelhante. Sâo travadas intensas batalhas de conhecimento e especialização. Cada empresa tenta aplicar estratégias diferentes para melhorar o produto, reduzir preços, para atrais mais cliente, e vencer a concorrência.

Por exemplo, na área Administrativa podemos aprender muitas estratégias nas universidades e cursos disponíveis no mercado.  Se o nosso concorrente não tiver conhecimento da mesma estratégia, teremos chance de vencê-lo e expandir o nosso negócio, até que ele aprenda as mesma técnicas. Enquanto isso, devemos estar melhorando e estudando novas técnicas.

Na vida particular é a mesma coisa. Se você quer ser aprovado num concurso público, onde existem mihares de candidatos disputando uma única vaga, precisa ter mais conhecimento e habilidade que os demais. Mas isso é fácil. Basta estudar.

Eu já passei duas experiências dessas em minha vida. Quando tinha 17 anos e pretendia entrar para o quadro de funcionários do Banco do Brasil. Aquilo parecia quase uma missão impossível. Quem entrava naquela época (1976)  para o Banco do Brasil era como se tivesse ganhado na loteria. Bem, me informando com amigos do BB, encomendei apostilas de um famoso funcionário do BB, em Brasília, que vendia apostilas que ja´tinha ajudado centenas de pessoas a entrar para os quadros dessa famosa insitituição.

Li, reli, estudei de trás para frente. Devorei o conhecimento transmitido ali. Mas, na época, as vagas eram  muito poucas. Para o estado de São Paulo, todo, havia cerca de 100 vagas.  Bem, fui para o exame. Não senti muita dificuldade. Sempre terminava as provas antes de esgotar o tempo dado. Ao sair, naquele dia, meus resultados não batiam com os dos demais colegas. Muitos acharam as provas difíceis. Mas, não me lembro de ter achado tão difícil. Trabalhosa, sim. Muitos cálculos. Mas todas as respostas estavam lá.

FInal da História. Venci. No Vale do Paraíba, entre cerca de 60.000 candidatos, foram 2 candidatos aprovados. Um cara que era estudante do ITA (famoso Instituro Técnico onde só estudavam gênios) e eu. No Brasil todo, minha colocação, entre cerca de mais de 1 milhão de candidatos, foi cerca de 250, mais ou menos. Fantástico. E olha que eu sou normal. Nada que outras pessoas com vontade não possam alcançar.

Sim, se você se preparar, você pode vencer. O conhecimento está disponível e acessível a todos. Basta se esforçar para buscá-lo.

Tenho atualmente 50 anos. Estudo até hoje. Cada dia mais preciso me especializar em sistemas computacionais, pois a tecnologia evolui e preciso me manter atualizado.

Assim é. Se você quiser vencer, basta querer e buscar o conhecimento. Ah, outra coisa mais importante. É preciso ter uma forte ligação com o Pai Universal. Assim, orientado pelo nosso anjo da guarda, conseguiremos ir para o lado certo. Naquela época, como em tantas outras posteriormente, venci porque confiei que estava sendo conduzido por mãos espirituais.

O seu anjo protetor esta aí ao teu lado. Converse com ele. Peça-lhe que te proteja e guie para o sucesso. A seguir, adote as medidas que sentir como necessárias para que você obtenha o sucesso. E parabéns, pois se fizer isso, será impossível falhar.

Olho para trás e vejo que já agia como se fosse um seguidor da Ciência da Felicidade. Vejo claramente que o Mestre ensina exatamente aquilo que sempre acreditei. Por isso me identiquei com a Ciência da Felicidade. Aqui, meu coração encontrou luz.

Reverências….