Ligações Cármicas ou Puro Acaso?

No Livro 釈迦の本心 (Shaka no Honshin), “A Essência de Buda”, publicado em inglês sob o título The Essence of Buddha, The Path to Enlightenment, o Mestre Ryuho Okawa fala sobre o “CONCEITO DAS LIGAÇÔES INVISÍVEIS ENTRE AS PESSOAS”.

Para compreender os Ensinamentos de Buda Shakyamuni (Shaka) é importante ter noção da Lei da Causalidade, conhecida também como Lei do Karma.

No Japão, onde existe uma longa tradição do Budismo, as pessoas tendem a acreditar que um cordão invisível está interligando todas as pessoas, por isso valorizam muito esse tipo de ligação.

Há um ditado que diz, “Mesmo aquelas pessoas que você dá um esbarrão quando está andando pela rua, possuem alguma conexão cármica com você desde a vida passada”.

Pode-se dizer que a idéia de amor está por trás desta forma de pensar sobre as relações humanas. Em outras palavras, é uma forma de visualizar conectadas por cordões invisíveis.

Sob esse ponto de vista, qualquer pessoa que conhecemos, ainda que superficialmente, tem uma ligação espiritual conosco originada em vidas anteriores e pré-arrajanda para acontecer desde o mundo espiritual.

Pode ser que você ache isso um fatalismo, mas a idéia de relações predefinidas no mundo espiritual possui profundo significado, pois representa o desejo de se visualizar uma relação entre as pessoas a partir da Providência de Buda (Deus), ao invés de simplesmente distanciar-se delas, considerando-as como verdadeiros estranhos.

A população atual do Mundo Espiritual está em pouco acima de 50 bilhões de almas. As pessoas encarnam, em média, a cada 200 anos, mais ou menos. Dentre estas, um limítado número nasceu num mesmo local e numa mesma época para formar a população de um país ou região e desenvolver relações com as demais pessoas.

Diante da baixa probabilidade de se encontrar a mesma pessoa numa mesma vida, presume-se que as pessoas que você encontra, nascidas num mesmo local e numa mesma época, fazem parte do mesmo grupo de almas.

Se você pudesse ter uma visão das vidas passadas das pessoas à sua volta, certamente descobriria que teve relações com elas no passado.

Das inúmeras pessoas que você encontra neste mundo, algumas podem, por uma razão ou outra, tornarem-se muito próximas de você. Elas podem se tornar sua esposa, marido, amigos, professores e alunos.

É muito difícil que tais relações sejam somente por acaso ou coincidência.

De fato, tais pessoas devem ter tido relações contigo em vidas passadas, também.

As relações de pais para filhos, irmãos e irmãs, amigos e assim por diante, vão se repetindo de forma diferente em cada encarnação.

Logicamente, nesta vida, poderão ser formados novos laços de relacionamento com pessoas ainda não conhecidas, mas, ainda assim, tais laços são resultado de orientação espiritual recebida dos espíritos superiores, que se desdobrarão em novos tipos de relacionamentos nas vidas futuras.

O Sucesso ou Fracasso  na vida, também, tem muito a ver com o relacionamento humano, que na verdade são uma cadeia de ligações invisíveis.

Dependendo do seu relacionamento com os outros, seu negócio poderá ter sucesso ou falhar; você pode ser promovido no trabalho ou ser despedido.

O conceito Budista das Ligações Invisìveis que existem entre as pessoas pode ser explicada como a Teoria das Relações Humanas, que é também uma forma de desenvolvimento do amor, sob um outro ângulo de visão.

——————

Comentários adicionais:

O Livro “A Essência de Buda” é imperdível para aqueles que estão à busca da iluminação espiritual. A síntese da iluminação obtida por Buda Shakyamuni está descrita neste fantástico livro. Para quem lê em Inglês ou Japonês, pode ser adquirido no site oficial da Koufuku no Kagaku ou na Amazon Books, cujo link está à direita desta página.

Depois que estudei este livro, minha visão sobre o mundo espíritual teve um progresso fantástico, pois aqui encontrei de forma condensada aquilo que estudei por muitos anos na Seicho-No-Ie, na Rosa Cruz, na Yoga e nos Upanishads. Afinal, não podia ser diferente, pois tais ensinamento são originados do mesmo e único tronco do Espírito Universal.

No espiritismo aprendemos muito sobre o Karma, mas muito veio importado do Budismo, sob a forma do novo pensamento iluminador que se propagou nas seitas herméticas durantes milhares de anos. Na própria Bíblia temos muitos casos narrados mostrando ligações carmicas, apesar de não estar chamada desta forma.

Enfim, devemos respeitar aqueles com quem encontramos no dia a dia (o velho Amor ao próximo), pois nosso objetivo é o mesmo: “Crescermos e evoluirmos juntos nesta escola que é a Terra.”

O objetivo é despertamos em nós o Amor Integral, pois nesta forma de Amor somente doamos e libertamos, sem nada exigir ou esperar em troca. Descobrir a felicidade em fazer as pessoas felizes e contribuir para o futuro delas. Este é o amor-doação, o amor que liberta e não tem apegos.

Através desse amor doação, os pais vem recebendo seus filhos nesta vida terrena e, provavelmente, trocaram de posição em vidas passadas ou o farão nas futuras, objetivando crescer mutuamente, construindo um mundo melhor. Consequentemente, como um grupo de almas parceiras, nos elevaremos juntos para os estágios superiores.

Lembre-se, essas pessoas que estão ao seu lado agora possuem profundas ligações contigo, cabendo a você despertar internamente o amor altruísta, esforçando-se para  torná-las mais felizes agora.

Sorriam e sejam positivos, pois a mente positiva atrai bons acontecimentos e dissolve gradativamente o carma ruim.

Reverências….