A Criança não estuda e só fica jogando vídeo game

No livro “Tips to Find Happiness”, DICAS PARA A FELICIDADE, o Mestre Okawa fala sobre como lidar com situações problemáticas.

Um dos problemas da sociedade moderna é que os filhos passam muitas horas jogando vídeo game e deixam de cumprir com suas obrigações escolares ou familiares.

O que fazer ?

Existem vários aspectos que devem ser observados. Partindo do princípio ensinado no Budismo, o caminho do meio, é recomendável adotar uma posição intermediária.

Isto é, os extremos não são bons. Assim, excesso de tempo jogando vídeo game faz mal para vista, cansa o cérebro e torna a criança preguiçosa.

Eliminar totalmente o vídeo game também é um exagero, pois dependendo do jogo, aqueles não sabem nada sobre vídeo game e o jogo da hora ficam isoladas nas reuniões entre a turma de amigos e na escola. O papo é sempre qual é a forma de vencer a fase tal e tal, desafio assim e assado.

O recomendável é orientar a criança sobre a forma correta de agir. Definir horários para o game, desde cumpridos as obrigações escolares. Se não cumpridas as obrigações escolares ou se não estudar para as provas, não deve ser permitido jogar o vídeo game na mesma proporção que normalmente faz.

O vídeo game é importante para aguçar o raciocínio e o reflexo, mas passar muitas horas diante do vídeo é prejudicial ao desenvolvimento da criança.

Quando a criança se tornar adolescente, a regra não muda muito, mas deve ser ensinado para o jovem que é necessário dedicar-se aos estudos e obrigações com esforço e alegria.

Mas, se ainda assim, você orientar os filhos a respeito e eles desobedecerem, lembrar-se que se eles já tiverem capacidade de decisão, isto é, forem cerca de 10 anos ou mais de idade, você já não pode fazer muita coisa.

Se o filho não obedece, brigar com ele não é a melhor opção. O melhor jeito é pedir para conversar sério com ele e explicar sobre a importância de se divertir com alguma coisa, mas também da importância de se esforçar nos estudos.

Lembre-se que o filho não é uma propriedade sua. Você o recebeu porque ele escolheu o seu lar para reencarnar na terra. Ele sabe, ainda que somente no subconsciente, que a sua família é o melhor local para ele evoluir na disciplina espiritual. Por isso, escolheu a sua casa.

Você não pode obrigá-lo a fazer isso ou aquilo, mas pode orientá-lo sobre o que é certo e errado. Caberá a ele decidir o que deseja fazer.

Muitas vezes os pais ficam afetados por que os filhos não seguem seus conselhos. Bem, se eles não seguirem o seu conselho e se derem mal, você não ficará com peso na consciência, pois fizeram diferente do que você sugeriu. Procure compreender e enxergar sob o ponto de vista deles. Somente assim será possível compreendê-los e fazer mais concessões.

Você sabe muito bem que nós somos filhos de Buda (Deus), portanto fomos criados livres. Deus nos colocou um anjo guardião para nos sussurar orientações.  Nossos filhos, se bem orientados, além da dica do anjo da guarda, saberão que estão agindo da forma certa ou errada. Confie nessa capacidade inata dele.

Lembre-se que amar verdadeiramente é fazer com o nosso amor seja somente doação. O amor-doação é o amor verdadeiro que não obriga, não prende e não exige nada em troca do amor que estamos dando.

Olhe a qualidade Búdica que está dentro do teu filho. Procure despertá-la com amor. Plante a semente no coração dele e ela brotará no momento certo. Confie.

Não barganhe com o filho. O que é certo é certo e o que é errado deve ser evitado.

Afinal, se ele não abandonar os games, resta aceitar a situação. Nesse caso, procure  incentivá-lo a ser tornar um especialista técnico nos games, pois pode vir a se tornar um grande profissional nessa área, quando crescer. Não se preocupe, pois o dom da criança ou do jovem se manifestará no tempo adequado e então ele deixará o excesso de games, se o seu dom não for esse.

Os filhos são como flores. Você não pode forçá-los a florir. O que você pode é fornecer os suprimentos necessários para que essa flor cresça e desabroche com a máxima plenitude.

Uma coisa que pode ser feita é definir horários para se brincar com games. Não faça que esse horário seja muito curto, nem muito longo. Escolha um tempo razoável para torná-lo satisfeito. As vezes é melhor ter o filho jogando vídeo game dentro de casa do que estar na rua, em lugar desconhecido, cometendo deliquências longe de nossos olhos.

Agradeça a Deus pelo filho que tem. Todos nós somos filhos de Buda, portanto estamos caminhando na evolução espiritual. O trabalho do pai e mãe é fornecer amor e suprimentos aos filhos. O resto é com eles mesmos.

Reverências…..