Abandone o Passado – Meditação do Caminho Búdico 021

Aula de Meditação do Caminho Búdico – 021

Abandone o Passado

Ensinamentos do Mestre Okawa

Adaptado do Livro: As Leis da Invencibilidade

Frase para contemplação na Meditação: 

“Tenha Coragem de Descartar”

 

Ensinamento de hoje: O Mestre Ryuho Okawa, atingiu a iluminação espiritual há 39 anos, despertando para sua consciência interior. Ao compreender sua missão na Terra, desta vez mais importante que da vez anterior como Buda Shakyamuni,  passou a  implementar os planos do Criador para este mundo. Assim, El Cantare, Deus da Terra, vem orientando as  suas ações diariamente.

Além disso, muitos espíritos guias de luz estão enviando mensagens ao Mestre Okawa, pedindo que as transmita para o mundo. Por isso, fundou a Happy Science e abriu o caminho para a espiritualidade desta nova era dourada. Dessa forma, o Mestre vem guiando as pessoas para o despertar espiritual necessário para superar as barreiras que virão no futuro.

No tema de hoje, vamos analisar um tipo de apego que atrasa a evolução das pessoas. É o apego às coisas do passado, sejam elas materiais, opiniões, princípios ou métodos.

Este tempo de pandemia está exigindo mudanças em nossos comportamentos. A humanidade precisa evoluir e você não pode ficar para trás. Precisa acompanhar essa evolução, principalmente nos aspectos espirituais. Por isso, a Happy Science surgiu com ensinamentos apropriados para esta nova era.

Muitos de nós temos dificuldades em nos desapegar de sucessos passados e tomar novas decisões. Precisamos deixar para trás as velhas realizações.

Se ficarmos apegados ao que temos agora, nossas mãos estarão ocupadas demais para poderem agarrar novas oportunidades. Para se obter sucesso, devemos parar de pensar no que queremos ter e começar a refletir sobre aquilo de que poderíamos abrir mão.

Para muitos essa é uma decisão difícil, porque fazer uma escolha significa abrir mão de algumas coisas que gostava, apesar de não serem mais úteis agora, e talvez precisarão abrir mão também de algumas oportunidades também. É preciso usar a sabedoria para não se tornar um acumulador, apegando-se a coisas que se sabe lá quando poderão ser úteis ou esperar por oportunidades que nunca aparecem.

É preciso abandonar o velho, antigo, o passado para que possa vir o novo em nossas vidas. Muitos querem melhorar, mas não abrem mão do passado, do antigo, do velho, que nos prendem e de certa forma exerce um peso sobre nós.

Muitos nesta era precisam escolher uma ocupação e isso significa abdicar de outras possibilidades, pelo menos por um tempo.

Para tomar a decisão de se casar também é preciso abandonar o apego anterior para poder entrar numa nova vida. Se escolhemos um parceiro ou parceira, mas queremos ficar apegado à vida passada, teremos dificuldades em ser felizes. Será preciso abandonar a sua liberdade anterior, mas surgirão novas oportunidades para compensar isso. Ao optar por uma união você precisa estar preparado para abrir mão de todas as outras pessoas da humanidade para se dedicar a uma só. Mas, se você não renunciar a todas elas, poderá perder a oportunidade de ter um casamento feliz. É preciso ter coragem. Muitos não querem se casar hoje em dia justamente porque não possuem força suficiente o autoconfiança para abandonar tudo por alguém. Abandonar o passado e iniciar uma nova vida exigirá coragem, mas isso também abrirá novas fronteiras. 

A característica típica de quem costuma perder oportunidades é não saber descartar o que já não é mais útil, ou o que você acha que poderia ser útil algum dia. Muitas pessoas vivem apegadas às posses atuais e por isso não são capazes de descartá-las.

Hoje, o forte relacionamento que se desenvolve entre filhos únicos e seus pais faz com que se torne difícil para esses filhos conquistar sua independência financeira e constituir a própria família. Porém, é preciso desistir de alguma coisa.

Para construir novos relacionamentos e uma nova vida, precisamos ter coragem de ir descartando aos poucos as coisas do passado e até mesmo o apego à família. Até parece que estamos sendo ingratos, mas não se trata disso. Muitos dos valores prezados por nossa família ou pelos outros com quem convivíamos podem ser conflitantes com os nossos. Para conquistar coisas novas, temos de abrir mão da parte velha de nossa vida.

Quando formos idosos, poderemos nos arrepender por não termos dado esse passo e deixado de explorar possibilidades importantes. Abandone o que não precisa mais.

Olhe quantas coisas você tem em sua casa. Você precisa de tudo isso? Será que não está apenas acumulando? Será que isso não seria mais útil a outras pessoas? Será que isso não está impedindo você de avançar para uma nova fase de sua vida? Abrir mão do antigo para abraçar o novo é parte do princípio budista da fugacidade e do moderno princípio da inovação.

Inovar nem sempre é conquistar o novo, é descartar sistematicamente o obsoleto. Em alguns casos, as portas para a prosperidade, felicidade e novos relacionamentos só irão se abrir quando nos livrarmos do antigo e ultrapassado.

Na meditação de hoje, reflita sobre isso, peça orientação ao seu anjo guardião para identificar o que precisa descartar na vida e tome a decisão de aliviar o fardo de coisas que não agregam.

Profunda Gratidão

Link para nosso vídeo no Youtube