Gratidão aos Pais

Princípios que Trazem Felicidade

O Mestre Okawa, em sua palestra: O 4 Principios que trazem felicidade, ensinou o seguinte:

É muito comum existir filhos que estão insatisfeitos com os pais que tem ou tiveram, pois sentem que eles não fizeram tudo o que podiam para suprir suas necessidades.

Mesmo chegando à idade adulta, muitos continuam guardando ressentimentos contra seus pais, fazendo disso  um sofrimento, apegando-se às questões materiais. Pensam que poderiam ser mais felizes se seus pais tivessem mais dinheiro, se não fossem pobres, ou se tivessem um status mais elevado, ou se tivessem mais estudo, ou se não fossem pessoas comuns, ou se não fossem doentes, se não brigassem tanto, se não fossem divorciados, etc. e etc.

Acham que seus pais tinham que lhes dar tudo, pagar estudos maravilhosos, dar casas, apartamentos, e outros bens. Não percebem que se recebessem tudo, não haveria razão desse treinamento neste mundo terreno.

Pode parecer ingratidão, mas você como filho ou filha, não guarda nenhum pensamento em seu coração do tipo: “Ah, se meu pai tivesse feito isso ou aquilo para mim”?

Quando temos um coração ingrato e queremos ser infelizes, nós vamos sempre achar um motivo para reclamar e culpar nossos pais por qualquer fracasso ou infelicidade que passamos em nossa vida.

Há filhos que amaldiçoam seus pais, pensando que eles são culpados pelo seu nascimento.

Por causa de não compreender seus pais, tais pessoas levam vidas pesadas, tem dificuldades em se relacionar com seus superiores hierárquicos, pois estão com bloqueios em seus corações.

Outros tem um desejo incontrolável de receber aprovação social pois pensam que o pai não lhe deu reconhecimento suficiente e, querem compensar isso buscando o aplauso dos outros, principalmente daqueles que têm autoridade ou, ao seu ver, são importantes na sociedade. Querem que a sociedade lhes ofereça um reconhecimento que acham  que os pais lhes negaram.

Saiba que seus pais, após envelhecerem, apesar de nada lhes dizer, sofrem em seus corações, pois gostariam de ter feito mais por vocês, mas não puderam, pois também estavam sendo aprimorados pela vida, para superar suas próprias barreiras e dificuldades.

Muitos se deixam corroer por esse tipo de insatisfação e mal conseguem extirpá-la, pois desconhecem a verdade do Mundo Espiritual.

Na verdade, não somos filhos de nossos pais por acaso. Os pais são seres espirituais que possuem um relacionamento espiritual muito próximo a nós, e muitas vezes cármicas. Por isso, pela Lei do Amor, antes de nascermos neste mundo, buscamos um pai ligado à nossa família espiritual que possa oferecer um ambiente mais apropriado ao nosso desenvolvimento conforme nosso plano de vida.

Assim, não adianta reclamar dos pais. Eles foram escolhidos por nós mesmos. Por isso, pelo contrário, devemos expressar gratidão a eles, ao invés de culpá-los. Somente existimos graças aos nossos pais.  Somente existimos graças aos nossos antepassados.

Saiba que a felicidade é uma escolha e não algo automático. Guardar mágoas no coração somente impedirão de você se tornar verdadeiramente feliz.

Escolha ser feliz, agradecendo a Deus pelo seu pai, não importa como ele seja. Se guarda mágoa contra o pai, perdoe-o sinceramente, pois ele é o que você, precisava ser para contribuir para o seu fortalecimento como alma neste mundo.

E para aqueles que desejam ser felizes, muita felicidade será atraída. Perdoem-se mutuamente.

Oh, Filhos! Cuidem bem de seus pais! Oh, pais! Cuidem bem de seus filhos.

Um grande abraço a todos neste dia dos pais. Dê um grande abraço em seu pai neste dia, caso ele esteja neste mundo ainda e diga com sinceridade que o ama e sente gratidão por ele.  E se ele já foi para o outro mundo, não deixe de prestar sua homenagem por meio do culto aos antepassados.

Um grande abraço a todos.

Monge Carlos

Assista esta atividade em nosso canal youtube: https://youtu.be/yI7INzMNxlU