Como a Luz de um Vagalume 蛍の光のように

蛍の光は、昼間灯っても、

よく見えないものですが、

日が暮れてくると、

だんだんに見えてきます。

(Hotaru no hikari wa, hiruma tomottemo,

yoku mienai mono desuga,

hi ga kurete kuru to,

dandan ni miete kimasu.)

A luz do vagalume, mesmo que brilhe de dia,

não pode ser vista muito bem,

mas quando o sol se põe,

vai se tornando cada vez mais visível.

 

No livro Ponto de Partida da Felicidade, publicado em português, o Mestre Ryuho Okawa, nos apresenta o pensamento acima.

Leia bem e tente compreender a profundidade do ensinamento ali transmitido.

Quando o dia está claro, a luz não é vista. Quando há muita luz, o brilho da luz não é percebido. 

Quando vem a noite, a luz fica cada vez mais forte. Quanto está escuro é mais fácil de ver a luz.

Pense sobre essas frases e faça uma relação com a vida atual.

Esse ensinamento nos revela sobre como enfrentar as dificuldades da vida. 

O Mestre está querendo nos ensinar que, quanto mais negra a situação que enfrentamos, mais visível será a luz que podemos emitir.

Será que quando ficamos doentes, perdemos nosso emprego, estamos em sérias dificuldades estamos emitindo luz ou ficamos reclamando da situação em que nos encontramos ?

O ponto chave para vencer os problemas da vida depende da quantidade de luz que emitimos.

Devemos nos perguntar,  qual é a quantidade de luz que estamos emitindo neste exato momento.

Nós somos filhos de Deus, O Buda Eterno. O nosso Pai Celestial nos criou a partir de sua energia, a luz que flui pelo universo. Portanto somos luz. Somos vibração luminosa e infinita. Estamos ligados ao Pai pelo nosso coração espiritual. Através desse coração flui a Vida Universal para o nosso ser. Essa vida é a energia que nos sustenta, nos conduz, nos protege, nos ilumina, nos guia e nos mantém vivos eternamente.

Portanto, faz parte de nossa natureza búdica a capacidade de brilhar como um vagalume, apesar de não podermos ver a luz com osolhos carnais. 

Mas quando reclamamos da vida, bloqueamos  o fluxo de Energia Divina para nós. Ao nos sentirmos tristes, desesperados ou com medo, sentimos um aperto no peito, não?. Sentimos um peso no coração. Na verdade, perto do coração físico, no corpo espiritual, encontra-se o coração espiritual, que está conectado a Deus. Ao sentirmos tristeza, o canal de energia até nós se estreita, por isso sentimos um aperto em nosso coração e começamos a sofrer.

Esse sofrimento existe, porque o sentimos. Mas foi criado por nós mesmos, pela nossa mente, nossa forma de pensar.

Da mesma forma que deixamos o sentimento do medo, tristeza e desespero tomar conta do nosso coração, podemos impedi-los de entrar aí e evitar obstruir o nosso canal de energia com o Mundo Celestial.

A questão aqui é o nível de conhecimento que temos da Verdade Espiritual. Devemos estar conscientes de que Deus está ligado a nós, bombando seu infinito amor para nós, sem cessar um milésimo de segundo sequer. Nós somos um só.

Mas nós fechamos o canal de entrada dessa luz através da nossa forma de pensar. Ao estreitarmos esse canal, estamos bloqueando a Energia Universal, a Vida Divina. Isso gera reflexos negativos, pois ficamos sujeitos ao ataque de esíritos maléficos, além de impedir a restauração rápida de nossas células corporais, dificultando na recuperação contra doenças.

O Mestre Okawa nos pergunta: Qual é a intensidade de Luz que emitimos ?

Pois bem, devemos tomar uma decisão clara de como proceder, agora que já conhecemos os efeitos maléficos dos pensamentos negativos e das reclamações da situação em que se encontra a nossa vida.

Se achamos que estamos nas trevas da vida, devemos tomar uma decisão de ascender a luz em nosso coração. E como o vagalume, fazer a nossa luz ser mais visível, quanto pior for a situação.

Sabemos que não é fácil. Mas uma decisão de começar uma nova vida de luz, brilhante, fará que em nossa volta comece a ficar mais claro, afastando os males.

Tanto mais negra pareça a nossa vida, tanto mais brilhante podemos emitir a nossa luz. Vamos ascender a luz da iluminação, da esperança e certeza de que o Buda Eterno está nos preenchendo com a sua luz que nunca acaba e as coisas vão melhorar.

Daí, gradativamente essa luz ficará cada vez forte aos seus olhos e também aos olhos dos outros. Você perceberá que poderá vencer noites escuras emitindo seu brilho próprio, originado do Senhor El Cantare.

No futuro, ao lembrar-se das dificuldades da vida, dará boas gargalhadas, pois sentirá orgulho da poderosa força que conseguiu emergir de seu coração.

Lembre-se: A importância da pessoa não está na inteligência, no status ou no dinheiro que ela possui. Mas na quantidade de luz que ela emite para as pessoas à sua volta.

Seja positivo. Pense positivo. Tenha esperanças. Não reclame das coisas, pelo contrário agradeça o que tem.

Dessa forma, você manterá aberto o canal com o seu Criador e receberá tudo o que precisar.

Tenha a certeza disso.

————

Reverências.